Caixas serão substituídos com o avanço da tecnologia. - Blog Srº Engenheiro

Caixas serão substituídos com o avanço da tecnologia.

FONTE: DIÁRIO DO COMÉRCIO 

Quando você pensa em fazer compras em um super mercado, qual a primeira coisa que vem na sua mente?

Provavelmente o que surgiu na sua cabeça é um homem ou uma mulher andando pelos corredores enquanto empurra um grande carrinho. 

Nas gôndolas, as opções são enormes: cabe ao consumidor gastar energia escolhendo o que mais se adéqua a sua necessidade.

Na hora de pagar, essa pessoa se dirige ao caixa, espera na fila, entrega todos os itens, um a um, para o atendente e passa o cartão de crédito. Por fim, todas essas compras — que estão em sacolas plásticas — são recolocadas no carrinho de supermercado e encaminhadas para o carro, que está no estacionamento.

O modelo do que conhecemos como supermercado surgiu em 1930 nos Estados Unidos.

Logo que foi lançado, ganhou o coração dos consumidores, que buscavam um lugar onde pudessem fazer compras com mais independência, rapidez e preços baixos. 

Antes de existir, era comum que as pessoas adquirissem os itens para casa nos armazéns, em que funcionários entregavam o produto na mão do cliente.
Desde então, o varejo passou por diversas adaptações, sempre com o objetivo de se adaptar ao comportamento do consumidor e, consequentemente, aumentar as vendas. 

Porém, nos próximos anos, essas mudanças serão ainda maiores e os estabelecimentos que não se adequarem vão perder clientes e correr o risco de fechar.


O novo consumidor.


Esqueça o mercado por um momento e preste atenção no consumidor Millennial (aqueles que nasceram entre as décadas de 1980 e 2000). 

Esse indivíduo é extremamente conectado, gosta de praticidade e tem hábitos de consumo que se diferem de seus pais. 

No passado, ter um carro e uma casa própria, por exemplo, era o sonho de qualquer adulto. Hoje, carros foram substituídos pela facilidade do Uber e a casa própria está no final de uma lista com várias outras prioridades.


O que o consumidor do futuro quer?


  •          Agilidade: existem coisas mais importantes no seu dia do que comprar mantimentos;
  •          Praticidade: quanto mais coisas ele puder resolver no mesmo ambiente, melhor;
  •           Saúde: ele tem noção de que muitos produtos industrializados não fazem bem e quer escolher as opções mais saudáveis;
  •          Sustentabilidade: essa geração tem consciência de que os hábitos de consumo atuais estão destruindo o planeta;
  •          Tecnologia: se todas as áreas da sua vida são tecnológicas, por que o mercado não seria?!
  •         Customização: quanto menos ele precisar gastar energia pensando no produto que mais se adéqua a sua rotina, melhor!
  •      Inovação: tudo que é diferente e inovador tem chance de ganhar a atenção desse exigente consumidor;


Novo método de trabalho.



Atualmente, o pagamento das compras é feito com o auxílio de pessoas, que ficam nos caixas. 

No futuro, esse formato não vai existir. Ele poderá ser substituído pelo self-checkout, no qual os próprios compradores passam as suas compras e realizam o pagamento ganhando em agilidade e praticidade, ou então por um sistema em que o cliente “não precisa nem pagar”!

Sim, esse último exemplo já existe nos Estados Unidos na Amazon Go, supermercado físico da gigante da internet. O sistema dessa loja funciona da seguinte maneira: cada cliente precisa ter em seu celular o app da Amazon Go, que serve tanto como credencial para entrar na loja, quanto para realizar o pagamento. 

Dentro do estabelecimento, cada produto que o comprador coloca na sacola física já é automaticamente adicionado no “carrinho virtual” do aplicativo.

Caso mude de ideia, o cliente pode devolver o item para a gôndola, e ter o seu valor deletado da conta final. 

Ao terminar sua seleção, é só sair do mercado, simples assim! Isso porque totens específicos conseguem identificar exatamente o que consumidor está levando. 

A cobrança por essa compra será debitada diretamente no cartão de crédito.

 Em 2017 os caixas automatizados foram instalados a primeira vez no Brasil, em um supermercado na região central de São Paulo. 

O Master supermercado, no shopping Frei caneca diz que os funcionários elogiam muito o novo método de trabalho, pela praticidade e acessibilidade.



Fonte:
www.bestperformancenews.com.br
www.dcomercio.com.br



Tecnologia do Blogger.